Pular para o conteúdo principal

Gran Torino

Morri para salvar o menino
Que assumi como meu,
Morri para pagar meus pecados
E os pecados seus.

Morri para dar liberdade,
Aquela que a vida não deu;
Morri para sua felicidade
E para a desgraça dos réus.

Meu peito, sob o mais fino terno,
Hoje é feito de bala.
Salvei minha alma do inferno,
É do céu a voz que vos fala.

Morri para salvar meu menino
E deixei-lhe meu Gran Torino.

Morri para salvar Gran Torino,
Entreguei-o a meu menino.




Comentários

Postagens mais visitadas