Pular para o conteúdo principal

Anseio

Desejo alguma coisa que me dê alegria,
Que faça folia, toque meu coração.
Desejo algo que dê fim à monotonia,
Que chore ou sorria, mas que seja a solução;
O fim da agonia; do sim, o meu não.

Desejo algo que, enfim, me surpreenda.
Entenda: há a necessidade do espanto.
Desejo uma letra que eu aprenda,
Que me aprenda, que seja meu canto.

Desejo o indesejável, o inimaginável
O inesgotável, o instável.
Desejo qualquer coisa
Que meu desejo sobejo possa desejar.

Desejo a ânsia de desejar
E sonho a ilusão de sonhar.
Desejar um desejo novo,
Sonhar um sonho inédito,
Saciar a sede do susto,
Que custa a me deixar.

Desejo, enfim, forças para lutar
E empenho para alcançar.
           
Eis que minha alegria e o fim da monotonia
Precisam de uma única coisa:
Que eu corra, caminhe sempre, atrás de minha utopia. 

Comentários

Postagens mais visitadas