Pular para o conteúdo principal

Água Represada

Como colocar em palavras
Aquilo que sinto?
O simples fato de tentar fazê-lo
Já me soa falso.

Minhas palavras são escravas
Dos meus sentimentos e instintos,
Mas incapazes de traduzi-los
Sem que soem falsas.

Todas as verdades
São mentiras quando escritas,
Toda a bondade e toda a maldade
São anuladas quando ditas.

Meus sentimentos são água represada
Querendo romper a barragem.
Há, em mim, enchente amargurada
Clamando por passagem.

Mas eles não têm vazão,
Porque não sei dizê-los
Sem alterá-los.
Não têm vazão,
Porque não sei escrevê-los
Sem estraga-los!

O que sinto é tão sublime!
Mas minhas palavras não me redimem...

O poeta perdeu os versos
E o homem perdeu as forças,
Porque no peito há universos,
Realidades que sufocam
Por não caberem em rimas!

Já que não sei escrever,
Já que desaprendi o dizer,
Sento-me rente à porta
Que separa o que sinto daquilo que penso:
Sei que, a qualquer momento,
O sentimento há de transbordar. 

Comentários

Postagens mais visitadas